Dicas de Decoração

Decoração de jardim: veja por onde iniciar

Quem está em busca por ideias de decoração de jardim pode se surpreender pela diversidade de opções e também as considerações que precisa fazer antes de iniciar seu projeto.

Ambientes corporativos, residenciais, áreas de lazer de hotéis e clubes, por exemplo, podem ser decorados de forma completamente diferente considerando os propósitos do jardim, que pode ser estético, para integração de ambientes ou para a prática de atividades e interação entre seus frequentadores.

Então, por onde iniciar o seu projeto? Organizamos esse conteúdo para que sua decoração de jardim seja executada com sucesso. Confira.

Mapeie as necessidades do ambiente a ser decorado

Para criar um jardim, é preciso entender qual será seu propósito na decoração do ambiente. Essa informação vai nortear a escolha das plantas, o paisagismo e muito mais.

Jardins corporativos

Muitas empresas e escritórios estão criando jardins externos em rooftops e áreas abertas dos prédios para que seus colaboradores possam relaxar, fazer encontros informais, ou mesmo, trabalhar de forma descontraída.

Um ambiente com plantas promove tranquilidade, conexão com a natureza e até ajuda no controle de ruídos. Com a necessidade de distanciamento social, inclusive nos escritórios, as áreas externas planejadas serão, cada vez mais, utilizadas nas empresas.

Para isso, o jardim corporativo funcional, além das tradicionais paredes verdes, e arbustos que podem ser moldados pelo paisagismo, vale ter uma atenção especial aos móveis.

Bancos em madeira, puffs, aparadores com banquetas na sombra de ombrelones são convidativos, resistentes ao tempo e não diminuem o caráter de formalidade do ambiente corporativo.

Jardins de hotéis, pousadas e clubes

Um pouco menos formal, os jardins de hotéis, pousadas e clubes são importantes esteticamente, mas, também para convidar os relacionamentos e interações mais intensivamente.

Assim, um gramado natural, com bangalôs e espreguiçadeiras orientadas para a piscina tornam a decoração do jardim elegante para um hotel de charme.

Conjuntos de mesas com ombrelones, nos clubes, garantem que os frequentadores possam aproveitar por mais tempo dos recursos da piscina, ora na sombra, ora no sol.

Jardins residenciais e privativos

Os jardins residenciais, com áreas de piscina ou não, vão combinar praticidade e estilo, no caso, os dos moradores. Eles podem ser feitos nos quintais da casa, varanda ou em um recuo interno da casa, os famosos jardins de inverno.

Defina os móveis de acordo com os materiais mais adequados para o jardim

Com as necessidades e estilos mapeados, é hora de escolher os móveis que vão tornar o ambiente funcional, como exemplificamos no caso da decoração de jardim corporativo.

Madeira são mais resistentes, elegantes e cabem até mesmo para áreas de alimentação, como no caso de um espaço gourmet. As fibras e corda náutica, podem ser mais informais e resistentes para ambientes úmidos, no caso das piscinas, mas, também, com um visual moderno.

Uma boa estratégia é considerar o material dos móveis de acordo com a umidade do ambiente, número de frequentadores, mobilidade, dentre outros.

Em um clube ou área externa de condomínios, por exemplo, é comum que os frequentadores queiram agrupar cadeiras e se reunir em maior número. Com móveis mais leves, a experiência será mais simples sem comprometer a vida útil dos produtos. 

Escolha a iluminação mais adequada para a decoração de jardim

A iluminação tem o poder de mudar completamente as características da decoração de jardim, além de aumentar o tempo de uso do ambiente.

Um jardim bem iluminado, à noite, é convidativo para os hóspedes de um hotel, valoriza o paisagismo, pode orientar a locomoção entre espaços distantes uns dos outros e, claro, trazer segurança.

Para isso, vale apostar na harmonia das luzes com outros aspectos do jardim, optar por fiações e lâmpadas mais resistentes e apropriadas para a decoração de jardim, como é o caso do LED que é mais resistente e pode ser usado em diferentes cores.

Considere como será a manutenção da decoração de jardim

Por fim, é essencial considerar a regularidade de manutenção que o conjunto decorativo do jardim vai demandar, afinal de contas, isso representará um custo para o estabelecimento ou moradores.

Plantas naturais, promovendo o estilo urban jungle, por exemplo, exigem pouca ou nenhuma poda. Arbustos moldados, no entanto, precisarão de manutenção regularmente.

O mesmo vale para o mobiliário. O ideal é escolher os móveis mais adequados para o ambiente, que estejam alinhados com o tipo de uso (bancos fixos, cadeiras móveis, puffs que podem molhar, etc) dos frequentadores e, claro, que tenha qualidade, beleza e resistência.

Com essas orientações, será possível planejar a decoração do jardim de acordo com suas funcionalidades. Um jardim residencial pode ser usado para plantar ervas e hortaliças que vão facilitar o cotidiano dos moradores, enquanto no ambiente corporativo, o uso de plantas e móveis para áreas externas podem ser um convite para o descanso e busca pela criatividade.

Fica mais fácil entender os objetivos da decoração de jardim e como usar os recursos a seu favor, certo? Um deles, inclusive, é fazer a integração de ambientes internos e externos. Quer saber como?

Leia mais sobre como a integração entre ambientes externos e internos podem mudar o estilo e energia dos ambientes.

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *