Aprenda a aplicar o Feng Shui nos ambientes internos e externos da sua casa.

Aprenda a aplicar o Feng Shui nos ambientes internos e externos da sua casa.

12Cada vez mais, arquitetos e designers de interior têm recorrido a essa importante e milenar arte de energização de ambientes residenciais…


12Cada vez mais, arquitetos e designers de interior têm recorrido a essa importante e milenar arte de energização de ambientes residenciais em seus projetos. Existem várias formas de se pensar essa harmonização energética na disposição do imóvel, que já começam desde a organização do próprio terreno e da planta de construção. Mas você, por acaso, conhece o Feng Shui? Sabe como ele pode ajudar a harmonizar ambientes externos e internos da sua casa? Confira nosso post e aprenda agora mesmo a aplicar alguns desses princípios básicos em seu lar:

Feng Shui na varanda ou jardim.

De acordo com o Feng Shui, a varanda ou o jardim, representa nossa vida ”fora de casa”, ou seja, como nos relacionamos o mundo exterior, as atividades cotidianas e intenções para um futuro melhor e os desejos de explorar o mundo através de viagens. Por isso, esse cantinho da casa também é super importante e não pode ser esquecido.

Ideias simples trazem harmonia ao espaço:

– Tenha plantas, sinos de vento de bambu, móbiles, água e comedouros para pássaros. Esses elementos ajudam a criar um clima agradável e atraem boas energias.

– Uma varanda harmoniosa deve conter uma representação de cada um dos cinco elementos do Feng Shui, por exemplo: luminárias ou velas representam fogo, fibras naturais e plantas representam madeira, pedras e cristais representam metais, fontes naturais ou artificiais representam água e vasos de cerâmica representam terra.

– Se bater sol na varanda ou quintal, pendure no teto um prisma d’água. Quando o sol bater neste instrumento, que tem água no seu interior, reflete um prisma de cores que energiza os ambientes.

– As cores também podem ajudar: para criar um clima de festa use laranja, amarelo ou tons terroros. Se a intenção é criar um ambiente relaxante use azul, verde ou lilás.

Os ambientes internos

Em relação aos objetos expostos nesses ambientes, deve-se, primeiramente, observar a função de cada cômodo.

Na cozinha, por exemplo, que é um local que exige criatividade e disposição de inovar, os objetos decorativos devem contribuir para esse aspecto, sendo inventivos, organizados e bem úteis.

Na sala de estar, ambiente de grande circulação e recepção de visitantes, recomenda-se que não sejam expostos objetos muito pessoais, como artefatos e símbolos religiosos, por exemplo. Além disso, evite sobrecarregar demais o ambiente com móveis em excesso, prezando por uma decoração mais minimalista. Espelhos são muito bem vindos!

Nos quartos, evite instalar aparelhos de televisão ou armazenar materiais de escritório, visto que isso gera um conflito com a efetiva função do cômodo.

Banheiros e lavabos são ambientes de limpeza e purificação, por isso necessitam de claridade, boa iluminação e limpeza constante. Os espelhos devem ser longilíneos, para que não cortem, em seus reflexos, a cabeça dos moradores, por mais altos que sejam.

A iluminação dos ambientes

A iluminação também é um fator importante. Em geral, deve-se priorizar formas de iluminação natural, principalmente em ambientes como a cozinha e a sala de estar. Nos quartos e ambientes mais íntimos, a iluminação deve permitir a gradação da luz — dimmers e cortinas dão conta do recado —, para que os moradores possam coordenar o tipo de clima desejado.

A atenção no uso das cores

Nos ambientes internos, é recomendável que você se atente para a adequação das cores. Evite cores muito fortes e composições monocromáticas na cozinha e nos banheiros. Na sala de estar, ao contrário, o uso dessas cores é mais apropriado. No escritório também é possível lançar mão de cores mais fortes, que despertem a atenção e estimulem o pensamento. Mas uma regra é comum a todos os cômodos: evite o branco total a todo custo! Para a cultura chinesa — e outras culturas orientais —, essa cor está diretamente associada à morte, além de desestimular a criatividade e evidenciar imperfeições. Essa cor pode até ser usada, mas em composições com outras cores, como em uma parede revestida de quadros coloridos e plantas, por exemplo.

 

Agora que você já conhece um pouco mais sobre essa técnica milenar de harmonização de ambientes, comente aqui e nos conte: vai ser preciso repensar alguns cômodos da sua casa? Compartilhe conosco suas experiências! Participe!

E você, gostou da nossa matéria? Tem alguma outra dica pra compartilhar? Conta pra gente!

——————————————————————————————————————————————————

Na Milênio temos uma equipe de profissionais que entendem o que você precisa para decorar seu ambiente, entre em contato ou dê uma passadinha para juntos, tomarmos um café!

Milênio Móveis

www.mileniomoveis.com.br
E-mail: [email protected]
Telefone: 11. 3815.8177
Rua Cunha Gago, 768 – Pinheiros – São Paulo – SP

blognoface

Comentários

comentários